LIVRO: “DESIGN E POLÍTICA”

DesignPolCapa

BAIXE O LIVRO AQUI.

 

Alemar S. A. Rena
Natacha Rena

Este livro abarca um conjunto de textos relacionados a projetos que realizamos com profissionais, comunidades, estudantes e pesquisadores envolvidos politicamente com a produção do urbanismo, da arquitetura, da arte e do design. Abrimos com uma apresentação-agradecimento que não irá falar apenas do conjunto de textos presente nesta publicação, mas contextualizar brevemente o ambiente que a gerou, descrevendo um conjunto de seminários nacionais e internacionais, workshops e ações acadêmicas, culturais e ativistas que ocorreram entre os anos de 2011 e 2014. Foi, vale notar, neste período tumultuado de acontecimentos que o grupo de pesquisa Indisciplinar, ao qual pertencemos, nasceu.

A estrutura deste livro reorganiza textos produzidos em momentos diferentes. Em sua maioria são textos que acompanharam a fala dos autores em encontros e Seminários citados acima. Inicialmente temos um texto introdutório de Eduardo de Jesus – “Design: arte e política?”. O restante do livro encontra-se modulado em 4 eixos temáticos que abarcam o tema design e política: Metrópole, Artesanias, Tecnopolíticas e Cartografias.

No primeiro eixo temático, Metrópoles, os textos são: “Quando ordenamentos visuais que se chocam obscurecem as articulações econômicas”, de Saskia Sassen; “Máquinas Urbanas”, de Nelson Brissac; “O futuro como brasilianização do mundo e do brasil”, de Giuseppe Cocco.

Na sequência temos o segundo eixo temático denominado Artesanias, com os textos: “O artesanato no campo expandido: as diferentes dimensões do fazer político”, de Ana Araújo; “Utopia, realidade  e  responsabilidade”, de Christian Ullmann e Tania Cristina de Paula; “Mi experiencia con Eloísa Cartonera”, de Javier Barilaro; “Diversidad en baja resolución o el rol del arquitecto en la era de los 140 caracteres”, de Antonio Yemail.

Na terceira parte temos o eixo Tecnopolíticas, constituído de 5 textos: “Design e política: uma introdução ao avesso do avesso”, de Lucas Bambozzi; “A era do capitalismo fofinho e seus dissidentes”, de Giselle Beiguelman; “Infra || super << estructuras”, de Camilo Martinez e Gabriel Zea; “A multidão conectada e as máquinas de resistência”, de Alemar S. A. Rena; “Compresión política de los laboratorios nómadas mediales no2somos + Colombia, en sus procesos pedagógicos de inmersión en las comunidades”, de Alejandro Araque Mendoza.

No quarto e último eixo apresentam-se dois textos que abordam o conceito e a prática da Cartografia: “A arte de viver nas linhas”, de Peter Pál Pelbart, e o “Cartografias emergentes da cultura”, de Ana Isabel Anastasia de Sá, Fernanda Quintão, Natacha Rena e  Paula Bruzzi Berquó.

Esperamos que o debate seja proveitoso.

 

BAIXE O LIVRO AQUI.

One Comment

  1. Olá, Isto é um comentário.
    Para excluir um comentário, faça o login e veja os comentários de posts. Lá você terá a opção de editá-los ou excluí-los.

Deixe uma resposta